Estou decepcionado com vocês, blogueiros

Não deixarei nunca você, Surfistinha!

Estou decepcionado. Sim, estou decepcionado comigo mesmo e com muitos de meus amigos. Nos últimos tempos raros são os blogs que têm escrito sobre coisas relevantes. Em sua maioria, os artigos tratam de temas como relevância ou plágio. Uma rápida olhada na caixa de entrada do Outlook e verei postagens com títulos como:

  • Como se tornar relevante na blogosfera.
  • Sendo cult e fazendo a diferença no Twitter.
  • Cinco passos para ser uma pessoa de sucesso no Twitter.
  • Quem quer ser relevante e ficar rico.
Caramba, hoje me peguei como naquela propaganda das Havaianas onde aparece uma "feinha" questionando o tipo de atitude do Marcos Palmeira com sua trupe. Faço uma pergunta semelhante a vocês, meus leitores.
Qual tem sido sua real preocupação nos dias atuais?
Temos nos preocupado pouco com o que realmente interessa, acho. [ironia]Tirando algumas ações bem estruturadas como a dos "piratas" com sua "revolução de sofá" o que vemos são picuinhas sobre quem é importante na blogosfera, quem está no topo do ranking do "Sexyblogs" (nem precisa conferir, pois sou eu)...[/ironia]

Quem você pensa que é pra apontar o dedo na minha cara?

Meu amigo, eu sou um afrodescendente da linhagem de Zumbi. Se isso não bastasse, lido diariamente com adolescentes preocupados com o futuro do país. "Você acentuou corretamente, professor Rogério?" pode ser sua próxima pergunta. Você está certo, meu caro leitor, errei no acento. Eu, na verdade, lido diariamente com adolescentes preocupados com o futuro dos pais, isto é, progenitores.

Volte ao assunto, por favor!

Vi aterrorizado as notícias do casal preso em flagrante por abandono de incapaz. Lembram-se do caso? Os pais e a criança estavam juntos numa festa no térreo do prédio. A menina, no entanto, dormiu e a mãe decidiu levá-la para o apartamento, voltando em seguida para o térreo. Mais tarde, ainda segundo a polícia, a menina teria acordado, pois alguns brinquedos foram jogados pela janela. Sem conseguir chamar a atenção, a criança teria subido num banco, se debruçado na janela e caído do apartamento.

Novamente eu pergunto: O que eu tenho a ver com isso?

Um acontecimento pode ajudar a pensar no assunto.

Fui ao mercado com um tio e um primo. Eu tinha 15 anos e meu primo tinha 5. Descemos do carro pela calçada e ficamos esperando para atravessar a movimentada rua. Soltei da mão de meu primo para fechar o vidro que estava um pouco aberto. Nesse instante ele sai correndo em direção ao mercado. Um motorista atento percebeu quando ele agiu assim e freou na hora. Quase meu primo foi atropelado. Duvido que estivesse vivo pela velocidade que o carro desenvolvia.
Talvez meu amigo @hugomeira possa opinar sobre, mas acho muito estranha a maneira como a Justiça julga alguns casos os quais acompanhei pela mídia.
O caso que mencionei acima me faz pensar, meu amigo, que eu poderia ter passado pela Fundação Casa. Estou exagerando? Alguém disse algo com que eu concordo. No mínimo, a atitude de prender os pais foi insensível.
Por causa disso, tenho ficado mais com a pulga atrás da orelha com minha filha. Você deveria fazer o mesmo, pois um simples acidente doméstico pode ser interpretado pela autoridade policial como abandono de incapaz. Você ficou com medo? Não? Eu sim.

5 comentários

Obrigado pela citação Bauru =D
-
Bem, deixo claro que o policial, delegado e promotor de justiça têm o dever levar a justiça a suspeita do crime e da autoria.
-
Uma vez instaurado o processo penal, a justiça definirá se houve crime, o autor do crime e se houve a formação da responsabilidade do autor.
-
Esclareço que a responsabilidade do réu pode ser excluída, ainda que tenha havido crime de sua autoria, isso porque, há formas de eximir da responsabilidade criminal, a exemplo da "INEXIGIBILIDADE DE CONDUTA DIVERSA".
-
O caso citado pode ser analisado sobre esta ótica:

1) Será que poderíamos exigir de um pai e de uma mãe a previsão de um desastre como aquele?

2)Será que os pais de família estão sempre presentes em constante vigília do seus filhos, ou será que não raras vezes os pais se desligam um pouco dos seus filhos?

3) Os pais desejaram o resultado catastrófico?

4) Houve uma negligência clara e razoável dos pais?

A resposta destes questionamentos leva a formação da responsabilidade criminal.

Noutro giro, numa análise extra-jurídica, percebe-se que é muito fácil para delegados, promotores e outras autoridades posarem como pessoas de muitos rigores e vibra, comportando-se não como parte da justiça, mas como justiceiros, como quem gosta de esbravejar na TV brasileira para inflamar o manipulável povo e dele tirar audiência e o mesmo apoio de quando crucificaram Jesus Cristo sem justiça.
-
Eu tenho a solução para justiça brasileira: Parem de aprovar leis e se preocupem com o cumprimento delas, a Justiça precisa de mais juízes e tribunais.
-
Mas não me iludo com tal investimento e o motivo é um texto mais longo:
As mordaças da justiça

Reply

Lembrando a 1° parte do post que vc cita o fato de todos estarem falando ultimamente sobre "Como ser um Sucesso na Blogosfera/Twitosfera",isso se deve muito ao fato de muitos Blogueiros "renomados" estarem se remoendo pq alguns conseguem milhões de seguidores no twitter em alguns dias, enquanto eles estão a anos vasculhando as entranhas da Internet, e também pq ultimamente está crescendo de forma absurda o número de "Blogs Crtl + C e Ctrl + V", isso é muito culpa do Adsense e afins...

Sobre o que falar?

Isso é uma pergunta que deveria ser feita antes de se criar o Blog, eu por exemplo vejo que errer no nicho, escolhi um que estava vidrado na época, mas ñ o que eu era melhor, tanto que já estou mudando aos poucos o Virtual Z1, e ainda esse ano, vcs verão a mudança radical, é importante lembrar, falae sobre aquilo que vc domina, e eu admito, ñ domino o quesito "Tecnologia", sou bom em muita coisa, mas sei que sou ótimo em uma s5 no máximo...

Valeu Bauru, um ótimo Post, que me deixou um pouco confuso, mas bem interessado, seria bom se existissem mais posts como esse na "Blogosfera"

--
AndersonZ1.

Reply

É realmente o Bauru jogou a tacada certa (como sempre, como dito e reafirmado pelo Anderson hoje na blogosfera se copia muito, ao menos se mudassem os textos, mas não o pessoal de blogs não tão nem ai para ninguém e só querem se satisfazer sobre as idéias alheias. O pessoal que copia não sabe o sofrimento de se fazer um post chamativo para que consigam leitores, nem quanto tempo que dura a fase de criação de tal. Acredito que todos que procuram o perfeccionismo como eu (e ainda erro, e muito) demoram em média 6H para completarem a criação de uma postagem de "Grosso Calibre" e vem um sem noção e utiliza "CTRL+C" em menos de 2 segundos...
"Direitos autorais sobre nossas idealizações!"

Reply

Meu caro Bauru, você tocou num tema bastante polêmico e é natural que esse seu posicionamento acabe gerando controvérsias.
Permita-me discordar de você no tocante a sua decepção com os blogueiros. É fato que grande parte dos blogues, principalmente os metablogs, vem abordando temas relacionados ao sucesso nos blogues ou no twitter, nesse aspecto comungamos do mesmo pensamento. Mas também é público e notório o interesse das pessoas, principalmente outros blogueiros, por esses temas, afinal é mais do justo, que um blogueiro de sucesso passe para os outros os percalços que tenha enfrentado até atingir o "ápice".
Portanto, “onde alguns vêm dificuldades, outros vêm oportunidades”.
Não sei se você conseguiu perceber mas meu último post "Dicas Úteis Para se Ter um Blog de Sucesso Mediano", tem um fundo irônico, já que nem todo mundo que possui um blog, tem como meta alcançar o estrelato.
De mais a mais, nem por isso deixo de me indignar com fatos como o relatado acima e sempre que posso registro isso no meu blog.
Por último deixo uma sugestão. Que tal mudar o título da postagem: Estou Decepcionado Conosco, Blogueiros.

Reply

Também fiquei horrorizada ao ver a notícia da prisão dos pais por abandono de incapaz. As vezes preciso sair pra ir a padaria e deixo meus filhos de 5 e 13 anos dormindo e quando chego o menino de 5 já me espera na porta dizendo: 'Vc me deixou sozinho' E eu: "mas sua irmã está ai" e ele "ela está dormindo". Complicado...

Em relação ao assunto Bloggar, é uma faca de 02 gumes mesmo. Vc quer falar sobre o que te interessa e ao mesmo tempo ter audiência. Fica difícil. Pra falar a verdade eu sou bem seletiva com blogs. Leio o que me interessa mesmo, a maioria só passo os olhos, para chamar a minha atenção tem que ter algo relacionado aos meus gostos, estilo de vida. Estes blogs mais 'famosos' nem passo perto. Acho que quando se bloga por prazer e não por poder a coisa acaba ficando cativante. É isso!

Reply

Postar um comentário

Os comentários deste blog são moderados.