Aprenda a estudar com eficiência

[IMAGEM] Letras desintegrando Todos sabemos que estudar exige mais do que paciência e força de vontade. Além da disciplina, requer o domínio de algumas técnicas para que tudo seja feito num menor tempo e com mais eficiência. É isso que você encontrará nessa série de artigos sobre como estudar com eficiência.

Artigos da série:

Como ler bem: Ler é estabelecer um diálogo animado pelo desejo de compreender algo que ainda é obscuro ou então pelo simples fato de comparar discursos para poder escolher aquilo que lhe mais conveniente.

Como tomar notas: Manter apontamentos é fundamental para preservar o conhecimento. Todo professor bem preparado vai além daquilo que está nos livros e você deve estar preparado para isso.[publicação em 14.07.09]

Como educar a memória: Aprender não consiste em adquirir teorias, mas em reter o que foi lido, reproduzir e relacionar com os conhecimentos já apreendidos.[publicação em 21.07.09]

Como estudar em grupo: Estudar em conjunto vai além da divisão de tarefas durante um trabalho. Conferir apontamentos e conhecer outras visões sobre um mesmo assunto ou discurso ouvido é um método eficiente de potencializar o aprendizado.[publicação em 28.07.09]

Como fazer uma redação: Escrever bem vai além de colocar no papel o que vem à cabeça. Fuja das fórmulas secretas e conheça os caminhos do texto eficaz.[publicação em 04.08.09]

Como ler bem

563_vydatna_polevka

Alimente-se com o que dá sustentação

A leitura engrandece a alma. Voltaire

"Segundo o professor Armando Zubizarreta, "ler um livro é estabelecer um diálogo animado pelo desejo de compreender". Mais ainda, "não temos o direito de desprezar um livro só porque contradiz nossas convicções, como também não devemos elogiá-lo incondicionalmente se estiver de acordo com elas". Há muito sou apaixonado por livros embora os leia menos do que deveria. Isso não tira, no entanto, meus méritos de ser um leitor que apreende muito do que lê.

Qual meu primeiro desafio como leitor?

Segundo o que eu disse até agora, qualquer leitor, portanto, tem como primeiro desafio o de estar pronto para ler, isto é, disposto a aprender e aproveitar a leitura. Digo isso aos meus alunos quando indico as obras cobradas pela Fuvest. Mesmo em caso de tratar-se, à primeira vista, de mera tarefa e não de algo que possa lhe dar prazer como seria o caso da leitura de "O doce veneno do escorpião".

Eu consigo ler um livro numa tarde

Não se engane, meu amigo. Devorar centenas de páginas não leva a nada. Você vai ler? Saiba então que a compreensão de um texto exige mais do que o simples correr dos olhos sobre as letras. Comece por escolher um local tranquilo, confortável, bem iluminado. E não se apavore em caso de não conseguir entender tudo de imediato. A compreensão depende do nível cultural do leitor, que vai se ampliando a cada nova leitura ou releitura. Recomenda-se, em geral, que não se passe ao parágrafo seguinte sem ter entendido bem o anterior. Isso pode soar como chavão, mas não se pode ver cada parágrafo isoladamente. Eles fazem parte de um todo significativo, por isso, sempre volte e releia o trecho quantas vezes forem necessárias e, se preciso, recorrendo a dicionários e enciclopédias. Não preciso dizer, no entanto, que não se deve interromper demais a leitura. Por isso, conforme-se em aprender o significado geral, sabendo que, com o hábito de ler, essa tarefa vai ficar cada vez mais fácil. Lembre-se sempre que um mínimo de disciplina é indispensável ao leitor que quer ou precisa aprender. A leitura, para ser mais produtiva, pode ser dividida em fases.

Quais as fases da leitura?

[IMAGEM] (645)

Tudo começa com a organização

  • Faça um reconhecimento do texto para saber de que assunto trata: Mesmo no caso de romance é bom ter urna ideia do tema central.
  • Procure isolar as informações principais: Tenho o hábito de sublinhar ou assinalar passagens com um lápis macio, mas há amigos que usam aquelas canetas "marca texto".
  • Use sem vergonha o "pai dos burros": Ao encontrar expressões especializadas, (de medicina, direito, etc.) procure conhecer e anotar seus significados. Assim, além de aumentar seu vocabulário, você conseguirá uma correta interpretação de sua leitura.
  • Procure separar os fatos, das interpretações que deles faz o autor.
  • Retome as informações essenciais: Procure aquilo que foi isolado para saber que relações existem entre as ideias do autor e , assim, você estará pronto para estabelecer suas próprias conclusões sobre o texto.

Essa é a fórmula para ser um bom leitor?

[IMAGEM] Urinar sentado

Não existe apenas uma forma de entender as coisas

O trabalho que requer o exercício do intelecto não pode ser preso a fórmulas, mas exige rigor. Cada pessoa encontrará uma forma de potencializar a capacidade de leitura. Eu, por exemplo, não posso ler quando vou para a cama. Primeiro porque tenho coisa melhor a fazer e segundo porque ao ler não passo de uma página. Eu já achei minha fórmula. Encontre a sua.

Imagens de arquivo pessoal. Se souber a origem, me informe, por favor.


5 comentários

Gostei deste seu post didático, vale a pena contribuir pra diminuir esse mar de analfabetos.
A palavra analfabeto hoje não é apenas sinônimo de quem não sabe ler.
Conheço pessoas que "sabem" ler, mas não sabem interpretar e muito menos escrever. Valeu!

Reply

Eu tenho o costume de interromper a leitura para descobrir o significado de algumas palavras e siglas, ou para saber oq ue foi tal fato lido no livro e etc.

Porém, acabo me desligando do texto que lia e fixando a idéia no texto seguinte, então, o que era para complementar a informação anterior, acaba sendo nova informação e atropela tudo e eu tenho que começar de novo!

Mas eu adoro ler, gosto de estudar, gosto de aprender e captar informações. O que me falta é paciência.

Ótimo post.

Reply

Tutorunopar, obrigado pelo elogio ao post. Não sei, no entanto, se essa massa de analfabetos que leem, mas não apreendem se darão ao trabalho de ler tudo isso que está escrito. Provavelmente procurarão um site só de imagens, pois é assim que a maioria faz em relação aos livros (olha se ele tem bastante figuras). Saber interpretar vai bem além da simples decodificação das palavras. Passa pela análise do contexto e pelas variáveis que influenciam na produção do discurso.

Caio, fico imensamente feliz quando passo a conhecer algum leitor do meu blog e mais ainda quando percebo que não são apenas aqueles interessados em algo como troca de links. Valeu pela visita e pela recente e ainda curta amizade!

Reply

Eu acho que o estudo de uma materia por dia seria o ideal, para nao ficar muito conhecimento agrupado na cabeça do leitor e este acabar esquecendo o conteudo que foi lido, para isso, uma boa organizaçao das materias seria o ideal, visando total atenção para a que está estudando no determinado dia,usando todas as dicas que foram dadas pelo nosso amigo Bauru
ate maisssss

Reply

Lucas, concordo contigo. Estudar de forma fragmentada é mais fácil mesmo. Numa das escolas em que trabalhei, tínhamos como lema "aula dada, aula estudada". O aluno tinha obrigação de estudar no dia, a aula que tinha sido ministrada. Na aula seguinte, havia um tempo para discutir as dúvidas da aula anterior.

Reply

Postar um comentário

Os comentários deste blog são moderados.